Praias de Ilhabela

Ver todas as praias de Ilhabela no Google Maps

Ilhabela abriga 40 praias dos mais variados tipos, desde praias calmas, de águas cristalinas, excelentes para banhos e mergulho até praias de fortes ondas, próprias para surfe. Praticamente todas as praias encontram-se em bom estado de preservação, algumas delas em estado praticamente virgem, com vegetação abundande e árvores centenárias que fornecem muita sombra natural.

Todas as praias voltadas para o continente apresentam águas calmas, devido à proteção do canal e são acessíveis por veículos comuns, na maioria delas se chega por estrada asfaltada. Das praias voltadas para o Oceano apenas uma é acessivel por veículos 4X4, pois a estrada de 22 km que lhe dá acesso é bastante precária e cruza as montanhas em meio a mata atlântica. É um dos passeios mais procurados em Ilhabela e diversas operadoras possuem veículos especiais com motoristas treinados para fazê-los. As demais praias voltadas para o oceano são acessiveis apenas por barcos ou a pé, por trilhas de médio a alto grau de dificuldade. Veja a seguir uma breve descrição das praias de Ilhabela, em ordem de localização no sentido horário a partir da balsa.


  • Expandir tudo | Recolher Tudo

Barra Velha

É a primeira praia que se avista logo ao desembarcar da balsa. Seus altos coqueiros e os coloridos barcos dos pescadores compõe um lindo cenário para quem chega na Ilha, porém seu fundo lodoso não a fazem apropriada para banhos de mar. Nesta praia há uma marina com excelente infra-estrutura.
Onde fica: Ao lado da balsa, sentido norte.

Praia do Perequê

Uma praia com mar calmo, areias claras e altos coqueiros enfileirados ao longo de sua extensão. No final de tarde, o pôr-do-sol completa esse cenário compondo um dos espetáculos naturais mais belos da Ilha.
É uma das maiores praias da Ilha, embora não seja uma das mais apropriadas para banhos. Durante a temporada abriga muitos eventos, que atraem um grande número de freqüentadores.
Conta com uma grande infra-estrutura de quiosques, bares, hotéis e restaurantes. Um dos quiosques, o Gaudi, funciona 24 hs.
onde fica: 2 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia do Itaguassu

Esta praia tem cerca de 600 m de extensão, e é emoldurada por belas casas de veraneio e abriga a Marina Porto Ilhabela. No seu trecho inicial, à esquerda, o fundo é lodoso e pouco atrativo para banhos. Alguns metros mais à frente possui fundo de areia e se revela uma excelente opção para quem quer começar a conhecer a Ilha. Um lugar perfeito para curtir um belo pôr-do-sol, e à noite, ainda oferece boas opções gastronômicas desde um sushi, uma picanha, comida mineira e pizzas.
onde fica: 3,5 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia do Itaquanduba

Com cerca de 100m de extensão, a Praia de Itaquanduba é pequena e tranqüila. As águas são calmas e limpas, mas seu fundo é lodoso. Possui uma ciclovia e a região onde está localizada é repleta de hotéis, pousadas, bares e restaurantes. Como é protegida da arrebentação do mar aberto, é um lugar ótimo para a prática de esportes náuticos, como a vela e a canoagem.
onde fica: 4 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia do Engenho D'Água

Praia tranqüila ideal para a prática de esportes náuticos, da canoagem ao para-sail. É uma das vistas mais belas principalmente ao entardecer; um excelente local para caminhada. Existe ali um antigo engenho de cana-de-açúcar patrimônio histórico da cidade, rodeado de coqueiros e chapéus-de-sol, acrescentando um algo a mais na paisagem desse lindo lugar. Possui dois quiosques na praia para bebidinhas e comidinhas. Nesta praia se encontra a BL3, que aluga caiaques, monotipos a vela e windsurf, além de oferecer cursos de vela e windsurf.
onde fica: 4,5 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta do Pequeá

Muito freqüentada, indicada para a prática de esportes náuticos como canoagem, mergulho e natação. Vale a pena arriscar alguns arremessos onde a correnteza do canal fica a poucos metros da areia. A pesca noturna é um ponto de encontro dos pescadores.
onde fica: 5,5 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta do Saco da Capela

Abrigada das correntezas e ventos, inúmeros veleiros e lanchas estão atracados nas águas tranqüilas em frente ao Pindá Yacht Clube. Possui boa infra-estrutura de bares e hotéis à beira-mar.
onde fica: 6 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, no sentido da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta da Vila

No centro histórico de Ilhabela, com pequena faixa de areia e não recomendada para banhos, Na maré baixa aparecem as pedras junto aos coqueiros, criando um belo visual. Um ótimo píer para passear e curtir o pôr-do-sol. Na praça em frente ao pier realizam-se shows, concertos e exibições em eventos.
onde fica: 7 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, na Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta de Santa Tereza

Também conhecida como praia dos pescadores, é o local ideal para a compra de peixes frescos todos os dias, onde está o mercado e o pier dos pescadores. Santa Tereza, onde está localizado o Yatch Clube Ilhabela é o atracadouro de belos iates e barcos.
onde fica: 8 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela avenida que leva ao norte da Ilha, 1 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta do Barreiros

A antiga ponte aos poucos vai se deteriorando, mas ainda é possível ver os restos dos trilhos dos pequenos vagões usados para o transporte de gelo e peixes na década de 60. Com aproximadamente 600 m de extensão, é uma das maiores praias voltadas para o continente. Indicada para a prática de esportes náuticos.
onde fica: 8,7 Km ao norte da balsa.
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 1,7 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Ponta do Viana

Com cerca de 100m de extensão, possui águas limpas e transparentes, areia branca e vários coqueiros em sua orla. Pequena e convidativa, a praia do Viana é frequentada pelo público seleto de alguns dos estabelecimentos comerciais mais sofisticados da Ilha, como o restaurante do Viana e os hotéis Mercedes e Porto Pacuíba
onde fica: 9,3 Km ao norte da balsa, 3 Km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico)
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 2,3 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia da Siriúba

Praia tranqüila, com mar muito calmo, porém pouco freqüentada devido ao fundo lodoso, mas que pode ter o seu cenário totalmente modificado em dias de vento pelos amantes do kitesurf, que tomam conta da praia com suas velas coloridas criando uma bela paisagem. No canto da praia encontra-se uma igrejinha escondida entre as pedras. Conta com um ótimo quiosque, o Siri Lua.
onde fica: 10,5 Km ao norte da balsa,
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 3,5 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia Guarapocaia (Sino)

Além de sua beleza natural, uma curiosidade nessa praia é a Pedra do Sino. Localizada numa trilha que sai de sua ponta direita, essa enorme pedra emite um som metálico ao ser golpeada com firmeza, particularidade que deu origem a um das mais belas lendas da Ilha e também ao nome da praia, que significa, literalmente, "pedra que toca".
Uma extensa fileira de grandes coqueiros separa a faixa de areia branca da estrada, que passa logo atrás. Com cerca de 400m de extensão, reúne alguns bares que servem aperitivos, frutos do mar e bebidas na praia.
onde fica: 11 Km ao norte da balsa,
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 4 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia da Ponta Azeda

Localizada ao norte da Ilha, esta praia tem 150 metros de extensão, com águas muito limpas, ideal para banhos e esportes náuticos. O acesso se dá por uma rua bem estreita. Conta com uma salga de peixes, onde o trabalho artesanal prevalece. O charme de suas casas de veraneio emolduram este local paradisíaco.
onde fica: 12 Km ao norte da balsa,
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 5 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia do Pinto

Uma das mais belas praias da Ilha, Pinto é preservada do excesso de turistas por ficar um pouco distante da estrada, com acesso restrito por um condomínio de alto padrão. Tem cerca de 400 m de extensão, e uma larga faixa plana de areia branca e fina. Várias árvores emolduram as areias, proporcionando abrigo do Sol. Para alcançar a praia há duas opções. A primeira é pela guarita do condomínio, outra possibilidade é pela praia da Armação, logo adiante, caminhando pela calçada construída sobre o costão que une as duas praias. Dessa calçada sai um pequeno pier que é um excelente local para mergulho.
onde fica: 12,5 Km ao norte da balsa e 5 Km ao norte da Vila da Ilhabela.
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 5,5 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia da Armação

Ponto de saída privilegiado para o norte da Ilha, imediatamente antes da Ponta das Canas, onde o efeito de canalização dos ventos no canal atinge o ápice. Dizem os aficcionados que a Armação é um dos melhores locais de Ilhabela (e do Brasil) para a prática do windsurf. É uma praia relativamente grande, com cerca de 600 m de extensão. A faixa de areia é larga e plana, abrigando uma antiga capela frequentada pela comunidade de pescadores do local.
Nessa praia fica a sede da Associação de Windsurf de Ilhabela, onde há um pequeno bar, banheiros, um chuveiro e um galpão, utilizado pelos associados para guardar suas pranchas e equipamentos.
Em sua ponta esquerda, há uma trilha que leva a uma calçada sobre o costão que conduz até a praia do Pinto. Na ponta que separa as duas praias, um pequeno pier vale uma parada e um mergulho.
onde fica: 13 Km ao norte da balsa e 5 Km ao norte da Vila da Ilhabela.
como chegar: Pela estrada que leva ao norte da Ilha, 6 km depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Acesso por via asfaltada.

Praia da Pacuíba

Com 50m de extensão, suas águas transparentes dão um toque especial. A praia desaparece na maré cheia. Em dias de ventos fortes as ondas tomam conta da praia. O acesso local é feito por uma pequena trilha. Na ponta da praia, pequenas enseadas são próprias para os amantes do mergulho apreciarem a variedade de peixes, como a garoupa, badejo e vermelho, entre outros. Mas se você procura um lugar verdadeiramente paradisíaco, estique um pouco mais até o Jabaquara
onde fica: 17 Km ao norte da balsa
como chegar: pela estrada que leva ao norte da Vila, 10 Kms depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). Para chegar no Pacuíba é preciso percorrer trecho de 3,5 Km de estrada de terra em terreno pouco acidentado. Estacionamento fácil na estrada.

Praia do Jabaquara

O visual impressiona mesmo antes de chegar, basta parar na última curva da estrada e desfrutar a vista panorâmica. O Jabaquara é uma das praias mais belas e preservadas da Ilha. Tem cerca de 500m de extensão, com uma larga faixa de areia branca, cortada por dois riachos, um em cada extremidade.É o ponto mais ao norte da Ilha que pode ser alcançado de carro.
Local pitoresco e paradisíaco, o Jabaquara tem algumas casas de caiçaras e dois bares, que servem refeições, porções de peixe, camarão e bebidas. As operadoras de passeios de escuna na Ilha tem nessa praia um ponto de parada obrigatório.
A pequena baía que emoldura a praia do Jabaquara, com suas águas calmas e transparentes, é muito procurada para pesca e caça submarina. Se você deseja um local calmo, com ar selvagem, mas que possa ser atingido com seu automóvel de passeio, essa é uma excelente opção. Não se esqueça do repelente, pois os borrachudos nesta praia são vorazes...
onde fica: 22,5 Km ao norte da balsa
como chegar: pela estrada que leva ao norte da Vila, 15,5 Kms depois da Vila da Ilhabela (Centro Histórico). É preciso percorrer trecho de 8 Km de estrada de terra com alguma lama e buracos, mas que pode ser vencida sem problemas por carros de passeio se não estiver chovendo.

Praia da Fome

Com 150 metros de extensão, tem acesso apenas por trilha ou mar, cortada por dois riachos, é ideal para a prática de esportes náuticos e mergulho. Antigamente era principal ponto de tráfico de escravos. As ruínas de uma senzala se transformaram em casa de veraneio. O nome “Praia da Fome” vem da história que ali os escravos eram alimentados depois de longa e precária viagem da África para depois serem vendidos conforme seu peso.
onde fica: no lado norte da Ilha, entre o Jabaquara e o Poço.
como chegar: por terra há uma trilha que sai do Jabaquara, numa caminhada de 40 minutos; de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 20 minutos para chegar até ela.

Praia do Poço

Uma pequena cachoeira que deságua numa lagoa de água doce que se forma na areia da praia é a grande atração do Poço. Dependendo do comportamento do mar, entretanto, a barra do riozinho se abre e a lagoa pode desaparecer. Nesse caso, a cascata despeja suas águas diretamente no mar
O Poço é um local bastante procurado também para pesca embarcada.
onde fica: no lado norte da Ilha, antes da ponta Grossa.
como chegar: de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 25 minutos para chegar até ela. Há uma trilha que chega ao Poço, partindo da praia do Jabaquara e passando pela praia da Fome. É recomendável um guia para se aventurar nesta trilha.

Praia da Serraria

Praia com 100 m de extensão, podendo ser acessada por mar ou trilha de alto grau de dificuldade partindo da praia do Jabaquara. Visitada principalmente por mergulhadores. Em frente à praia está a Ilha da Serraria, local propício para a prática da pesca esportiva e mergulho. a praia da serraria é considerada um abrigo natural nos dias de mar agitado.
onde fica: no lado norte da Ilha, depois da Praia do Poço.
como chegar: de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 35 minutos para chegar até ela.

Praia da Caveira

As águas e os parcéis (pedras submersas) que levam à praia da Caveira têm muitas histórias para contar. Seu nome vem do trágico desastre do transatlânico Príncipe de Astúrias, que afundou próximo à Ponta da Pirabura em 1916, matando mais de 600 pessoas. Boa parte dos corpos dos náufragos veio dar nas areias dessa praia, que fica a mais de 5 Km do local do acidente.
Para alcançar suas areias de barco, o melhor é seguir bem pelo meio da baía, atravessando a arrabentação, já que em ambos os cantos há grandes pedras submersas.
Se dificultam o acesso aos 300 m de sua faixa de areia, os parcéis e sua vegetação submersa atraem muitos peixes. A Caveira é um dos pontos da Ilha procurados por mergulhadores que praticam a pesca submarina.
onde fica: no lado leste da Ilha, imediatamente ao sul da Ponta da Serraria.
como chegar: de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 45 minutos para chegar até ela.

Praia da Guanxuma

A pequenina Guanxuma, com apenas 100 m de areia branca, e uma simpática casinha de pescador sob as árvores, tem uma enorme pedra bem no centro de sua baía. As águas calmas e incrivelmente transparentes são emolduradas pela vegetação abundante da Mata Atlântica.
A gigantesca pedra no centro da baía desce, verticalmente, a mais de 6 m de profundidade. Sob a água, é coberta minúsculos corais esbranquiçados, e polvilhada com grandes ouriços negros, formando um interessante contraste. Um mergulho em volta dessa rocha é uma experiência inesquecível. Num dia de sol e mar calmo, tem-se a sensação de voar ao redor da enorme rocha.
onde fica: no lado leste da Ilha, imediatamente ao norte do Saco do Eustáquio.
como chegar: de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 50 minutos para chegar até ela.

Saco do Eustáquio

Parada obrigatória para quem vai de barco ao lado leste da Ilha, o Saco do Eustáquio é um dos recantos de águas mais tranquilas e cristalinas de toda a Ilhabela. Ali, dois bares servem enormes bacias de frutos do mar frescos, colhidos na hora, a preços mais do que honestos.Um irrecusável convite à gula e à preguiça.
São apenas 150 m de areias brancas, escondidas bem no fundo de uma pequena baía. O local é abrigado do mar aberto pela Ponta da Cabeçuda, que separa o Eustáquio da baía de Castelhanos, e pela ilha de Búzios, logo à frente.
O Saco do Eustáquio fica ao sul da praia de Guanxuma e imediantamente ao norte das praias do Gato e de Castelhanos. Atrás dos bares, uma pequena elevação permite uma visão panorâmica em 360º da geografia da baía de Castelhanos, da Ponta Cabeçuda, da ilha da Serraria e do próprio Saco do Eustáquio.
onde fica: no lado leste da Ilha, imediatamente ao norte da baía de Castelhanos.
como chegar: de barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de uma hora para chegar até ela.

Saco do Gato

O Gato é uma praia pequena, com cerca de 200 m de areias grossas e enormes pedras que formam um verdadeiro labirinto. Quando a maré está alta e o mar de ressaca, é impossível caminhar por ela: as ondas estouram violentamente entre as pedras. Em dias de mar calmo, entretanto, é bastante interesante desfrutar dessa geografia incomum.
Para quem vem de barco pelo norte da Ilha, o Gato é a primeira praia após o Saco do Eustáquio, e está imediatamente antes da praia de Castelhanos.
Mas é impossível desembarcar ou mesmo chegar nadando até ela a partir de um barco: há enormes pedras submersas em toda sua imediação. O único caminho é mesmo pela trilha que sai da ponta esquerda de Castelhanos.
onde fica: no lado leste da Ilha, no extremo norte da baía de Castelhanos.
como chegar: por terra, através de uma trilha de 20 minutos que sai da ponta esquerda da praia de Castelhanos.

Saco de Castelhanos

Castelhanos é a maior praia de toda a Ilha, com cerca de 1 km de extensão. Aberta para a Baía de Castelhanos e diretamente voltada para leste, possui um mar agitado, com grandes ondas de formação perfeita, excelentes para a prática do surfe. Algumas casas de pescadores e um bar que serve refeições simples completam o cenário.
Por terra, o único acesso a Castelhanos é através da estrada de 22 Km que cruza o Parque Estadual, de oeste para leste, bem no meio da Ilha. Com péssima condição de conservação, a Estrada de Castelhanos só pode ser vencida por veículos com tração 4X4. Por mar, Castelhanos está a cerca de 1h de lancha partir da praia do Perequê.
Dois rios desaguam em Castelhanos, um em cada extremidade, sendo que o da ponta esquerda é bem maior, criando uma pequena restinga. Na ponta direita, a pequena ilha da Lagoa, bastante próxima da praia, dá um toque interessante.
A partir de Castelhanos há trilhas para algumas das mais belas atrações da Ilha, como a cachoeira do Gato ou as praias Mansa, Vermelha, Figueira e do Gato. Os receptivos de turismo fazem o passeio com veículos 4X4 e motorista treinado, saindo por volta de 10:30 hrs da manhã, e retornando às 16 hrs.
onde fica: no lado leste da Ilha, dominando a baía de Castelhanos.
como chegar: por terra, 22Km da estrada de Castelhanos, que só podem ser percorridos em veículos 4X4 ou motos trail. A viagem demora cerca de 2h. De barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de uma hora para chegar até ela.

Saco Mansa

Com 25 metros de extensão, e como o nome já diz, “mansa” é a água que existe lá. O cultivo de mandioca e a pesca são as principais atividades do povo nativo. Lá existe uma escola e uma câmara fria onde se estocam os peixes. Indicada para a prática de caça submarina
onde fica: no lado leste da Ilha, no lado direito da baía de Castelhanos.
como chegar: por terra, uma caminhada de 30 minutos a partir do canto direito da praia de Castelhanos. De barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de uma hora para chegar até ela.

Saco Vermelha

Uma simpática comunidade de pescadores, com oito pequenas casas, ocupa o centro dessa praia de areias avemelhada. Os barcos dos pescadores, com suas cores vivas e contrastantes, as enormes redes estendidas à sombra dos coqueiros, e o visual paradisíaco dessa praia isolada a tornam um lugar muito especial.
Com cerca de 400 m de extensão e cercada de coqueiros, a Vermelha tem a faixa de areia bastante inclinada em direção ao mar. Na ponta direita, um rio de água doce forma uma grande lagoa cercada de bambuzais. Suas águas passam entre pequenas pedras e alcançam o mar bem no canto da praia, no local preferido pelas crianças do local para suas brincadeiras.
onde fica: no lado leste da Ilha, no lado direito da baía de Castelhanos.
como chegar: por terra, uma caminhada de 40 minutos a partir do canto direito da praia de Castelhanos, passando pela praia Mansa. De barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de uma hora para chegar até ela.

Praia da Figueira

Escondida atrás da ilhas das Galhetas, no lado oposto da baía que dá entrada para o Saco do Sombrio, a praia da Figueira é um pequeno paraíso escondido em Ilhabela. Com cerca de 300 m de areia fina e branca, suas águas mansas e transparentes emolduram na ponta esquerda uma casa em estilo de fazenda colonial, com um encantador quiosque de sapé e uma casinha de pescadores.
onde fica: no lado leste da Ilha, no lado direito da baía de Castelhanos.
como chegar: por terra, uma caminhada de 2 horas a partir do canto direito da praia de Castelhanos, passando pela praia Mansa e Vermelha. De barco, uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de uma hora para chegar até ela.

Praia de Indaiaúba

A Praia de Indaiaúba fica ao Sul da Ilha, vizinha à Praia das Enchovas. O lugar é muito bonito e freqüentemente utilizado para pesca de linha, além de ser muito visitado por aventureiros, atraídos por seu visual selvagem. A areia é branca e fina e o mar, tranqüilo.. Existem registrados vários naufrágios na região da Ponta da Sepituba e Ponta do Boi. A praia tem vários pontos indicados para a pesca de linha.
onde fica: na face sul da Ilha, na enseada de Enchovas.
como chegar: uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 1 hora. Por terra, caminhada de 2 horas a partir do Bonete.

Praia das Enchovas

Um dos lugares mais bonitos da Ilha, Enchovas tem cerca de 600 m de areias grossas e amareladas. Um rio deságua em sua ponta direita, pouco antes dos paredões de pedra que vêm formando a costeira desde a ponta de Enchovas.
Essa praia é alcançada preferencialmente de barco, contornando a ponta da Sepituba, no extremo sul da Ilha e passando pelo Bonete. Quem está na praia do Bonete, que fica imediatamente antes, pode alcançar Enchovas numa caminhada de 50 minutos.
onde fica: na face sul da Ilha, na enseada de Enchovas.
como chegar: acesso principal pelo mar: uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 45 minutos. Por terra, caminhada de 5h20 a partir da ponta da Sepituba ou 50 minutos a partir do Bonete.

Praia do Bonete

Localizada no extremo sul da Ilha, com ondas enormes, perfeitas para o surfe, e abrigando a maior e mais tradicional comunidade caiçara do arquipélago, com cerca de 100 famílias, o Bonete é um mundo a parte dentro de Ilhabela. Com cerca de 600 m de areias claras, e cercada de Chapéus-de-sol, a praia oferece refúgio para canoas e pequenos barcos no Ribeirão do Bonete, que deságua em sua ponta esquerda e pode ser alcançado através da barra que o une ao mar.
A melhor maneira de chegar ao Bonete é de barco, contornando a ponta da Septuba, no extremo sul da Ilha. Existe uma trilha para chegar até lá por terra, mas ela não é para qualquer um. Com 15 Km de extensão, passando pelas cachoeiras da Lage e do Areado, leva cerca de 4h30 para ser percorrida.
onde fica: na face sul da Ilha, na enseada de Enchovas.
como chegar: acesso principal pelo mar: uma lancha de 22 pés com motor de 75 cavalos partindo da praia do Perequê leva cerca de 40 minutos. Por terra, caminhada de 4h30 a partir da ponta da Sepituba.

Praia do Veloso

Com cerca de 200 m de areias amareladas e águas tranquilas, o Veloso é a última praia que pode ser alcançada de carro pelo sul da Ilha. Muito tranquila, é mais frequentada pela população local do que pelos turistas _os que gostam de agito param no Curral, e os que buscam tranquilidade costumam optar por praias mais ao norte, talvez por desconhecerem esse recanto.
A entrada do Veloso, que pode até passar despercebida por quem vem pela estrada, fica cerca de 300 m depois da praia do Curral
onde fica: 9 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, logo após a praia do Curral; é a última praia que pode ser alcançada de carro no lado sul. Acesso por via asfaltada.

Praia do Curral

O Curral é, sem dúvida alguma, a praia mais agitada de toda Ilhabela. Quem procura paquera, barzinhos e música tem aqui seu destino ideal. Já os que gostam de tranquilidade devem evitar o local. A praia tem uma faixa de areia plana e bastante larga, com mais de 400 m de extensão. Toda sua orla está dominada por bares e restaurantes, que oferecem mesas na areia, sob a sombra das árvores ou de guarda-sóis.
Os funcionários dos bares começam a gesticular para o turista já na estrada, convidando-o a deixar o veículo em seu estacionamento (parar um carro ali no verão não é tarefa fácil) e sentar nas mesinhas colocadas na praia. Para provar frutos do mar frescos e beber, o Curral é uma ótima pedida.
Tem como atrativo extra a capelinha no topo da pedra do Curral.
onde fica: 8,5 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, depois da praia Grande e antes do Veloso; estacionamento nos terrenos dos bares que ocupam a orla da praia, ou à beira da estrada; é a penúltima praia que pode ser alcançada de carro no lado sul. Acesso por via asfaltada.

Praia Grande

A praia Grande é a maior no lado oeste da Ilha, com cerca de 650 m de extensão. A faixa de areia é bastante inclinada, particularmente na parte central. As areias grossas e amareladas são emolduradas por um simpático calçadão, com vários bancos e dois bares à sombra dos coqueiros. Na ponta esquerda há um pequeno rio que deságua no mar.
Uma capelinha e uma quadra poliesportiva dão o toque da vida local, atraindo caiçaras e moradores de vários bairros das redondezas. Nas encostas dos morros da praia Grande há alguns condomínios com excelente vista do canal. A praia também é muito procurada por adeptos do windsurf no sul da Ilha, não apenas pelas excelentes condições de ventos no local, mas também pela facilidade em jogar a prancha na água.
onde fica: 6,5 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, depois da praia do Julião e antes do Curral; estacionamento a 45º à beira dos coqueiros; é a antepenúltima praia que pode ser alcançada de carro no lado sul da Ilha. Acesso por via asfaltada.

Praia do Julião

Pequena e escondida, sem nenhum bar e com pouco movimento, é o recanto mais agradável no sul da Ilha para quem procura tranquilidade. A prainha do Julião só pode ser alcançada por uma trilha de 300 m através de mata, ou pelas pedras que a separam da praia Grande.
A praia tem 300 m de areias finas e brancas, muitas pedras submersas e algumas poucas casas em sua orla totalmente coberta pela Mata Atlântica. Uma das casas abriga um antigo alambique, que produzia uma das várias marcas da excelente cachaça local.
Bem em frente ao Julião, a cerca de 300 m da areia, há duas ilhotas de pedra utilizadas como ninhal por aves marinhas. O acesso é proibido para evitar que as aves abandonem seus ninhos, mas o mergulho nas pedras ao redor revela um mundo de peixes coloridos. Toda a área, incluindo os parcéis mais próximos à praia, é excelente para mergulho
onde fica: 5,5 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, depois da praia da Feiticeira e antes da Grande; a entrada da trilha que leva da estrada até a prainha do Julião é bem escondida: preste atenção a uma pequena padaria no lado esquerdo da estrada (direção sul), entre à esquerda na rua da padaria e estacione por ali, a trilha começa frente à padaria, no outro lado da rua. Acesso por via asfaltada.

Praia da Feiticeira

A bela e exclusiva praia da Feiticeira, com 250 m de areias grossas em formato de tombo, guarda algumas das mais antigas lendas de Ilhabela, além de abrigar a sede da antiga Fazenda São Mathias. Seu casarão, em estilo colonial, domina a ponta esquerda da praia, por onde os banhistas têm acesso, passando por uma cachoeira artificial, construída por antigos donos da fazenda, e que deságua diretamente na praia. A ponta direita abriga um luxuoso condomínio, e a ausência de bares e outros tipos de comércio contribui para o sossego do lugar.
Diz a lenda que uma antiga proprietária da fazenda fez grande fortuna através de negócios com piratas contrabandistas e os comandantes de navios negreiros, que após 1850, com a proibição do tráfico de escravos africanos, utilizavam a Ilha como ponto preferido de entrada de escravos ilegais no Brasil. Um dia, envelhecida e temendo ser saqueada, teria entrado na floresta e enterrado um tesouro com auxílio de seus escravos.
Para evitar que revelassem o segredo, teria matado a todos e voltado sozinha da mata. Chamada de feiticeira pelos pescadores locais, teria finalmente enlouquecido e desaparecido, deixando para trás o mistério de seu tesouro enterrado e o sugestivo nome de sua praia.
onde fica: 5 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, depois do Portinho e antes da prainha do Julião; a praia fica longe da estrada, e sua entrada é indicada por uma placa: entrando na rua à direita, é possível estacionar o carro no final e seguir a trilha de 5 minutos sob as árvores e entre muros de pedra de casarões do bairro, até chegar à praia. Acesso por via asfaltada.

Praia do Portinho

A beleza das casinhas de pescadores na praia, canoas de madeira, a capela de Santo Antônio, a praçinha, o quiosque, os bares que servem petiscos, a costa da praia da feiticeira de uma lado e a costeira de pedras do outro, fazem do portinho um lugar aconchegante e muito frequentado nos finais de semana e temporada. Seu acesso pelo mar é perigoso devido à quantidade de pedras que se escondem debaixo das águas limpas e claras desta praia.
onde fica: 4 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, depois da Praia do Oscar e antes da Feiticeira. Acesso por via asfaltada.

Praia do Oscaro

O Oscar é uma faixa de areira de cerca de 50 m, com uma enorme pedra bem no meio, à beira da estrada que leva ao sul da Ilha. Seu charme é que ela brota como único trecho com areia no longo costão de pedra que liga a Ilha das Cabras ao Portinho.
Sua localização é perfeita para quem gosta de nadar, já que saindo de suas areias o Portinho fica a cerca de 400 m de distância, com águas tranquilas e límpidas. Outra boa pedida no Oscar é a pesca. Muitos pescadores jogam suas linhas a partir da pedra no centro da praia. O trecho da estrada onde brota o Oscar é muito utilizado para jogging, e a facilidade em sair da estrada e dar um rápido mergulho fazem dela uma das preferidas pelos habitantes da Ilha.
onde fica: 3,5 Km ao sul da balsa.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, cerca de 1,5 Km depois da Ilha das Cabras. A estrada forma um largo no trecho à beira do Oscar, com estacionamento bem fácil. Acesso por via asfaltada.

Praia Pedras Miúdas (Ilha das Cabras)

A pequena praia de Pedras Miúdas fica exatamente em frente à Ilha das Cabras, bem à beira da estrada que leva ao sul da Ilha. Seus principais atrativos, além da areia branca e da água límpida, são os bares que servem frutos do mar fresquinhos e o Santuário Ecológico Submarino da Ilha das Cabras.
Esse Parque Municipal, criado em 1992, estabeleceu uma reserva em torno da Ilha das Cabras, um dos melhores locais para mergulho e observação de peixes em todo o arquipélago. É nas águas entre as Pedras Miúdas e a Ilha das Cabras que acontecem os batismos dos cursos de mergulho para iniciantes, e de onde os mergulhadores tarimbados saem para suas aventuras subaquáticas.
onde está: 2 Km ao sul da balsa, é a mais próxima da nossa pousada.
como chegar: pela estrada que leva para o sul da Ilha, é a primeira praia a ser avistada, bem na frente da Ilha das Cabras; estacionamento na estrada, pode ficar bastante complicado em feriados prolondados e finais de semana durante a alta temporada. Acesso por via asfaltada.